loading...

Aguapé Roxo - A Orquídea-d'água





A Eichhornia crassipes (Mart.) Solms pertence a família botânica Pontederiaceae ficou conhecida por diversos nomes populares diferentes, entre eles: Aguapé-de-flor-roxa, Baroneza, Camalote, Dama-do-lago, Jacinto-d'água, Murerê, Mureru, Muriru, Murumuru, Mururé-de-canudo, Orelha-de-veado, Orquídea-d'água, Parecí, Pavoã ou Rainha-dos-lagos
O Aguapé de flor-roxa é uma espécie de planta amazônica muito conhecida pelos brasileiros que além de bela ainda é muito funcional. Na medicina caseira é indicada como sedante e anafrodisíaca, na pecuária é utilizada como forrageira, no artesanato é obra prima para confecção de diversas peças e além disso ainda é depurativa e termoreguladora da água e pode ser utilizada também como adubo verde.
A decocção ou a maceração de suas folhas em água é utilizada para combater a hepatite, além de ser refrescante. A sua mucilagem se aplica sobre furúnculos e abcessos, já a sua infusão das flores é utilizada como febrífuga e diurética.
Espécie autóctone da região amazônica, mas que se disseminou para os subtrópicos. Habita em ambientes aquáticos, com água parada ou corrente. Toleram águas salgadas por curtos períodos.
Planta herbácea perene, medindo 20 a 25 cm de altura, suculenta, aquática. Raízes compridas, particularmente nas plantas à deriva, muito ramificadas e azuladas. Talos carnosos, cilíndricos, verdes, glabros, lisos. Filódios sésseis ou peciolados, dispostos em roseta, flutuantes ou emergentes. O limbo é orbicular, obtuso no ápice e com pecíolo basal inflado, formado internamente por parênquima esponjoso, que permite a plena flutuação da planta. As flores, em número de 4 a 15, são azuis ou lilacinas e estão reunidas em espigas, podendo medir 4 a 10 cm de comprimento. Fruto botuliforme, incluso no perianto. Semente ovóide, escura, nervada, com cerca de 1 mm de diâmetro.






Conheça Melhor:
• É depurativa e termoreguladora da água. Tem a capacidade de retirar metais pesados da água.
• As raízes atuam como incubadoras de ovos de peixes, que ao nascerem se alimentam delas.
• É forrageira muito apreciada por bovinos e suínos, além de conferir um ótimo sabor à carne dos animais.
• As folhas são utilizadas na confecção de esteiras, cordas, cadeiras, cortinas e outros artesanatos trançados
• Indicada como adubo verde pois os minerais da planta, que corresponde a 1% do peso verde da planta, contém 28,7% de potassa, 21% de cloro, 12% de cal, 7% de anidrido fosfórico, 1,8% de soda, 1,28% de nitrogênio e 0,59% de magnésia.










Circulo do Verde

Conheça melhor o autor deste blog seguindo o perfil Circulo do Verde nas redes sociais.